Exclusivo O principal, Rúben Amorim, parece garantido

O principal, Rúben Amorim, parece garantido
Marcos Cruz

DENTE DE LEÃO - Uma opinião de Marcos Cruz

Dias quentes na vida, dias mornos na bola. Assim é o Verão, mais uma vez aí à porta. Os clubes repensam o que fizeram e projectam o que poderão fazer melhor. No Sporting há desde logo a preocupação de manter Rúben Amorim, para que o ciclo de sucesso iniciado com a sua chegada não se quebre. E, embora nos lembremos da "cadeira de sonho" de André Villas-Boas, esse desejo, até pela estrutura humana do técnico leonino, parece garantido.

Depois, é preciso resolver o futuro da tropa excedentária, que pesa nas finanças sem dar retorno desportivo. Pergunta-se por aí se algum dos emprestados mereceria uma segunda, ou terceira, oportunidade. Eu acho que não. Olho para aquele leque e só espero que a felicidade acolha todos noutro lugar do país ou do mundo. O defeso é uma época de conjecturas, já se sabe, não há muito mais a fazer por parte dos adeptos, e outra pergunta tem também circulado insistentemente: se algum jogador da Liga, fora dos três grandes, poderia dar o salto.