Exclusivo Bolas paradas em sexo tântrico

Marcos Cruz

DENTE DE LEÃO - Um artigo de opinião de Marcos Cruz

Grande jogo do Sporting contra um Belenenses verdadeiramente sad, sem armas para sequer fazer cócegas a um leão impetuoso e personalizado, com um futebol límpido e fluído que só emperrou no momento do remate, em boa parte devido à fase depressiva que Paulinho parece atravessar, visível até pela sua pose de avestruz.

Precisa de endireitar os ombros e tirar os olhos do chão, o protégé de Amorim, sob pena de perder o lugar para Tiago Tomás, numa altura em que também este se mostra menos confiante e assertivo quando entra, provavelmente fruto da pouca utilização. Convinha talvez aos responsáveis do Sporting ponderar a compra de um terceiro ponta-de-lança, até porque os há bons e baratos em Portugal - basta olhar para Ndour, um remake do saudoso Yekini, que prega sozinho no deserto de Belém.