Exclusivo Só quero ser o melhor amigo dos meus jogadores em campo

Só quero ser o melhor amigo dos meus jogadores em campo
Luís Freitas Lobo

Tópicos

PLANETA DO FUTEBOL - Uma análise de Luís Freitas Lobo

1 - O trauma ainda pode permanecer na nossa cabeça, mas na retina daquela noite de fantasmas sérvios na Luz, ficam-me as jogadas e os toques na bola de quem joga muito, mesmo que ao longo da carreira nunca o tenham reconhecido no nível internacional máximo como merecia: Dusan Tadic.

Fez a carreira desde o seu Vojvodina, pelo Groningen, Twente, Southampton e, desde há quatro épocas, no Ajax, onde é, aos 33 anos, o grande ponto de evolução da nova política do clube em juntar aos tradicionais talentos da sua formação mítica outro tipo de jogadores, compostos pela qualidade com experiência mas ainda com o estímulo competitivo certo, quase como se estivessem numa segunda vida do talento.