Exclusivo O tráfico de emoções em que o futebol caiu impede uma ligação emocional de muito tempo

O tráfico de emoções em que o futebol caiu impede uma ligação emocional de muito tempo
Luís Freitas Lobo

Tópicos

PLANETA DO FUTEBOL - Opinião de LUÍS Freitas Lobo

1 - Houve um tempo em que os jogadores passavam uma vida inteira ligada a um clube. Confundiam-se com ele e o seu símbolo. Encontrar hoje histórias dessas é quase uma quimera perdida.

O tráfico de emoções em que o mundo do futebol caiu impede que essa ligação emocional dure muito tempo. Os símbolos são espécies em vias de extinção. Assistir, por isso, em Porto Alegre, neste novo universo disfuncional, à despedida de Andrés D"Alessandro do Internacional, em pleno relvado do Beira-Rio, com a multidão cruzando aplausos com lágrimas, foi como reencontrar essa essência dum futebol de outras eras.

2 - O mais fascinante foi como tal sucedeu num importante jogo do campeonato brasileiro, com o Internacional pressionado para ganhar, e não num particular de homenagem criado para o efeito.