Exclusivo Benfica roubou a ideia-macro fundadora do Sporting campeão de Amorim

Benfica roubou a ideia-macro fundadora do Sporting campeão de Amorim
Luís Freitas Lobo

Tópicos

PLANETA DO FUTEBOL - Opinião de Luís Freitas Lobo

1 - Cresce, cada vez mais, a convicção de que, nos jogos entre grandes, a equipa que abordar o jogo mais na expectativa (com rigor posicional defensivo e precisão no contra-ataque) tem hoje, na maioria desses tipo de jogos, mais possibilidades de ganhar. É a contradição da teoria das probabilidades de quem tem mais bola e ataca com ela mais tempo perto da área adversária estaria sempre mais perto de ganhar. Esta armadilha maneja-se, sobretudo, através do jogo de aproveitamento (e utilização) dos espaços. Fechá-los a defender e abrir a atacar.

Neste caso, a tal "equipa de expectativa" encontra, nessas vezes que se aproxima da área (embora muito menos vezes que o adversário) uma exposição espacial que, bem aproveitada, pode ser qualitativamente mais perigosa do que a superior densidade quantitativa atacante contrária. O dérbi voltou a provar esse frasco de veneno atado à cintura do futebol moderno.