Exclusivo Rúben Amorim e os exércitos de fevereiro

Rúben Amorim e os exércitos de fevereiro
José Manuel Ribeiro

Tópicos

JOGO FINAL - Em janeiro, os candidatos lutam por resultados e por espingardas. Não foi por ter a equipa de rastos que Amorim mudou tanto no Funchal

Bastaria seguir os últimos minutos regulamentares do Nacional-FC Porto de ontem para se compreender o maior obstáculo do Sporting nas suas ambições de título.

Para virar o resultado, Sérgio Conceição tinha em campo os pontas de lança Taremi, Marega e Evanilson, depois de já ter substituído Toni Martínez. Na Amadora, aquele Jorge Jesus que está quase a ir ele próprio ao Brasil raptar Lucas Veríssimo usou pela primeira vez o defesa central Todibo.