Exclusivo Retrato real da Liga

Fazer balanços do campeonato pelos olhos de apenas três clubes (e dos vendedores de indignações) é sempre sabotar a realidade.

Apesar da unanimidade a respeito dos méritos do FC Porto, a imagem pública deste campeonato acaba, como sempre, muito distorcida.

A primeira razão é que ela resulta da perspetiva inquinada de apenas três clubes. A segunda, também crónica, são as contabilidades da arbitragem. Se usarmos uma ferramenta ao alcance de todos, que é a soma das análises de mais de uma dezena de ex-árbitros (nos três jornais desportivos e em vários canais de TV), incluindo um estrangeiro, vemos que o resultado difere radicalmente das certezas absolutas de qualquer dos três grandes. A terceira é o alarmismo que faz de todo o incidente uma catástrofe ou uma vergonha.