Exclusivo O prémio do Gil: vai e faz milagres

O prémio do Gil: vai e faz milagres

Como recompensa pela época luminosa, a UEFA enche-lhe a mochila de pedras. Nem para os grandes as pré-eliminatórias são um problema descodificado

O futebol pode ser mais ingrato para os vencedores do que para os vencidos. Nestas duas últimas, o Gil Vicente fez bem uma montanha de coisas. Pegou num treinador que estava subvalorizado (vá lá saber-se porquê), remendou bem os rasgões que o mercado lhe foi fazendo no plantel e acabou num quinto lugar lendário.

Como recompensa, vai enfrentar a sua primeira época europeia à pressa - para disputar a 2ª ou, na melhor das hipóteses, a 3ª pré-eliminatória da Conference League -, provavelmente enquanto vai pondo mercurocromo nas feridas de mercado em andamento, porque vai perder o trunfo nrº 1, Samuel Lino, o lateral-direito Zé Carlos, talvez o ponta de lança Fran Navarro e por aí adiante.