Premium O país que gosta de ser enganado

José Manuel Ribeiro

Tópicos

É óbvio: os investidores das SAD têm de ser escrutinados. Mas com que critérios, havendo na Liga presidentes cujos "cadastros" sejam piores do que os deles?

Da miséria do Aves chegámos ao consenso óbvio de que é preciso saber a quem se está a vender as SAD do futebol português. Primeiro mau sinal: o "futebol português" é completamente alheio a esse consenso. Tirando treinadores de voz autónoma, ainda não houve presidentes a falar no assunto, pelo menos nesses exatos termos. Segundo mau sinal: sou o primeiro a defender o escrutínio dos dirigentes, pela Liga, e o imperativo de os obrigar a comprometerem-se a sério, mas há uma etapa anterior.