Premium O futebol entre Craveiros e Isaltinos

O futebol entre Craveiros e Isaltinos
José Manuel Ribeiro

Tópicos

O problema não é se a FPF apoia a Superliga europeia. O problema é que, se calhar, até podia

Da feira de futebol que está a correr em Oeiras saíram três sucedâneos notórios. O presidente da Liga espanhola lembrou-se de dizer que a Federação portuguesa é a única que apoia o projeto da Superliga europeia; o diretor-geral da FPF defendeu a transmissão em canal aberto de um jogo da I Liga por jornada; e o presidente da Câmara de Oeiras contou que está a fazer todos os esforços para sediar a Liga no seu concelho. No primeiro caso, houve um desmentido imediato da Federação, mas receio que não seja tão simples.

Ainda que possam não defender a Superliga, Fernando Gomes e Tiago Craveiro estão na vanguarda desse debate, pelas posições que ocupam na FIFA e na UEFA e também pela proximidade que têm com os presidentes Infantino e Ceferin. O problema não é o que defendem, mas a falta de massa crítica cá dentro. São dirigentes do século XXI numa cultura interna que ainda não saiu dos anos setenta do século XX. O problema não é defenderem, ou não, uma ideia suicidária como a Superliga: o problema é que, se defendessem, talvez nem tivessem oposição.