Premium A Benfica Press e os jornalistas gozados à grande e à Berardo

A Benfica Press e os jornalistas gozados à grande e à Berardo
José Manuel Ribeiro

Tópicos

Benfica culpou a Imprensa pelos desvarios do seu próprio twitter, com a bênção do tribunal. E ela continua, obedientemente, a publicar os desvarios

Em outubro passado, o Tribunal Central Administrativo do Sul revogou um castigo aplicado ao Benfica pelo Conselho de Disciplina e pelo Tribunal Arbitral do Desporto. Estava em causa a publicação, por alguns jornais, de "tweets" controversos da conta SL Benfica Press. A defesa do clube lisboeta, com a qual o TCA concordou, sustentava que os ditos "tweets" tinham sido "indevidamente e ilicitamente retirados para o público " (pelos jornais) e que a conta era "de acesso restrito e de conteúdo confidencial", para além de ter sido "uma pessoa singular" (e não o Benfica) a redigir as mensagens - o que é engraçado porque aqui n"O JOGO, segundo a lei de Imprensa, se um artigo não sai assinado a responsabilidade é do Diretor.

Apesar de ter sido gozada à grande e à Berardo desta maneira, desde outubro a maior parte da Imprensa continuou a publicar obedientemente (e ilicitamente) todos os "tweets" da conta. E alguma fez o mesmo, quando a Benfica Press fez saber aos seguidores (a conta é só para jornalistas e mediante aceitação) que só podem ter sido os SuperDragões a pintar as ameaças ("Benfica ou morte") no muro da casa do árbitro Jorge Sousa. Obviamente, o recado (sem fornecer nenhuma prova) chegou num instante aos sites, talvez com um prévio telefonema a avisar que ia sair "um conteúdo confidencial e de acesso restrito". Julguem Vossas Excelências que eu sou da classe, mas só falo por mim e pelos meus.