Premium Na casa onde falta o pão, ralham todos e ninguém tem razão

Na casa onde falta o pão, ralham todos e ninguém tem razão

PONTAPÉ PARA A CLÍNICA >> Neste cenário de contrariedade (que apesar de tudo é democrático e que por isso não dá a ninguém um direito especial à crítica) exige-se mais do que tudo, como já aqui escrevinhei, vontade. O ar dos tempos é propício à depressão, mas não podemos deixar que a equipa se dê a essa patologia.

0 adágio de que na casa onde falta o pão, ralham todos e ninguém tem razão tem tanto de antigo, como de sábio. Os vitorianos, após três jogos e outros tantos empates, olham à sua volta e percebem o que podia ter sido e não foi. E descobrem que lhes falta o pão na mesa e que noutras ele é mais abundante. O futebol (como a vida em geral) tem destas coisas: ninguém vive de "ses", do que podia ter sido e não foi.