Premium Em Espanha, últimos recebem mais de 60 milhões em direitos de TV

Em Espanha, últimos recebem mais de 60 milhões em direitos de TV
José Eduardo Simões

Tópicos

SENADO - O cronista José Eduardo Simões mostra os números gerados pela negociação centralizada dos direitos televisivos do futebol espanhol.

Nas reuniões entre clubes, Liga e Federação, foi debatido o futuro do futebol profissional e muitas ideias e intenções mais ou menos originais foram objecto de divulgação pública. No entanto, a matéria-chave que potencia a manutenção, senão mesmo o aumento da enorme diferença entre três clubes e todos os restantes e impede que a qualidade e a competitividade aumente, foi, mais uma vez, assunto tabu. Refiro-me, como é óbvio, aos direitos televisivos em vigor, à forma como foram contratualizados e à sua distribuição. Pode falar-se de tudo e muito do que pouco interessa, desde que o essencial não seja alterado.