Aposto em Toni Martínez: depois de resolver um caso bicudo...

Aposto em Toni Martínez: depois de resolver um caso bicudo...
José Manuel Freitas

A análise prévia de José Manuel Freitas ao FC Porto-Chelsea desta quarta-feira.

Bem sei que o mais fácil é dizer-se que as ausências de Sérgio Oliveira e Taremi deixam o FC Porto mais fragilizado.

A reflexão é simples: o médio está com números fantásticos ao longo desta época, em golos e tudo o resto, e tem um pormaior que o diferencia dos companheiros, que é o homem da alta eficiência nas bolas paradas. Depois, o iraniano é incansável na entrega ao jogo e marca muitos golos.

Mas, porque é esse o ADN, ou mística, dos dragões nos jogos de valor acrescentado, quem é que me diz que aqueles que os renderem não poderão emergir? Sim, estou objetivamente a pensar em Toni Martínez - admito que Sérgio Conceição se mantenha fiel ao 4x4x2 com o espanhol por parceiro de Marega -, particularmente depois de ter resolvido um caso bem bicudo na noite de sábado. E todos nós sabemos que não há nada melhor para um ponta de lança do que dormir em cima de golos.

Ora, será que o Chelsea sabe mesmo quais são as virtudes deste espanhol? E mesmo que Martínez não seja titular, continuo a apostar nele, pois a sua relação com o golo... é uma questão de minutos.

Ziyech, o agitador

Caso fosse titular, e até prova em contrário tenho tudo para acreditar em Tuchel, escolheria Kanté como o mais influente dos "blues". Assim sendo, escolho desta constelação de estrelas o marroquino Ziyech, um agitador de primeira, que obriga o FC Porto a atenção redobrada. Pelo que consegue individualmente, mas muito especialmente pelas longas correrias. Com e sem bola!