Exclusivo Um aviso dirigido a Abel

António Salvador exige uma reação imediata do Braga, um lugar no pódio e outro na final do Jamor. Têm a palavra Abel Ferreira e... o FC Porto

1 Abel Ferreira disse que o objetivo do Braga sempre foram os primeiros quatro lugares, António Salvador contrapôs que não acabar no pódio será uma desilusão e uma frustração. Que o presidente tenha sentido necessidade de retificar o tom de naturalidade que o treinador deu às duas últimas derrotas, recordando o esforço de investimento no plantel e exigindo uma reação imediata da equipa, só pode ser entendido como um aviso dirigido a Abel. A primeira mão da meia-final da Taça de amanhã, no Dragão, já era o jogo da temporada para o Braga e agora passou a ser decisivo também para a paz de espírito de que o treinador poderá gozar no último terço da época. Fica o aviso, válido também para aquilo que o FC Porto pode esperar.

2 Marcel Keizer quer mais, o que é normal. Estranho seria o treinador de um dos três grandes ocupar o quarto lugar do campeonato e estar satisfeito. A questão, claro, não é saber se o treinador do Sporting quer mais, mas sim até onde consegue chegar. O terceiro lugar, por exemplo, ficou ao alcance depois da derrota do Braga com o Belenenses. Considerando que os minhotos ainda têm de receber o FC Porto e o Benfica na Pedreira e que a agenda dos leões ficou aliviada depois da eliminação na Liga Europa, o pódio deixou de ser uma miragem. Já o segundo lugar, e a promessa dos milhões da Champions, é outra conversa, mesmo considerando a inevitabilidade da perda de pontos de FC Porto, Benfica ou ambos no clássico do próximo fim de semana. A distância para a dupla da frente não se mede só em pontos, mas também em estabilidade emocional e qualidade de soluções. Claro que sonhar não custa: acordar é que pode ser um problema.