Premium Bruno Fernandes: acordo parece demasiado bom para ser verdade

Bruno Fernandes: acordo parece demasiado bom para ser verdade
Jorge Maia

Tópicos

O dia ficou marcado por um negócio da China e um título mundial no Japão

1 Tal como tem sido apresentado, o acordo para a transferência de Bruno Fernandes do Sporting para o Real Madrid parece demasiado bom para ser verdade. Claro que, depois, percebe-se que Jorge Mendes está envolvido nas negociações e não há ceticismo que resista. A confirmar-se aquilo que tem transpirado cá para fora, o Sporting recebe 70 milhões de euros já, mas o Real Madrid só leva Bruno Fernandes no final da época. Ou seja, o Sporting garante o contributo do capitão por mais um ano, evita o abalo que a saída dele provocaria numa equipa que gira à sua volta, não corre o risco de o ver desvalorizar caso faça uma época abaixo daquilo que produziu na última e ganha o desafogo financeiro necessário para fechar a porta de saída a outros jogadores com mercado. Não se percebe é como é que o Real Madrid vai explicar aos seus adeptos que investiu 70 milhões de euros no mercado de futuros, correndo o risco de ver uma lesão reduzir o capital a pó, mas sempre me disseram que, em castelhano, as coisas soam melhor.

2 Jorge Fonseca é uma história tão bem escrita que só podia ter um final feliz. O campeão do mundo de judo na categoria de - 100 quilos nasceu em São Tomé e Príncipe, chegou a Portugal aos 11 anos e ao desporto mais tarde do que seria ideal, mas em 2013 já era campeão europeu de sub-23. Foi pai aos 17 anos e aos 23 superou um tumor numa perna, mas nunca quis nem aceitou ser olhado como vítima e saiu mais forte de cada desafio que a vida lhe atirou ao caminho. Ontem, sagrou-se campeão do mundo no Japão aonde voltará no próximo ano para tentar cumprir o sonho de ganhar o ouro no Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 e pediu para ser recebido em festa no regresso a Portugal, com todo o mundo a dançar como ele dançou. Como recusar-lhe esse final feliz?