Premium FC Porto: um plantel bom, mas muito curto

FC Porto: um plantel bom, mas muito curto
Jorge Costa

Tópicos

JOGO DO BICHO - Acredito que estamos perante uma boa equipa do FC Porto, mas a grande questão será mesmo perceber se este plantel chega para as muitas encomendas que vêm aí...

Este FC Porto tem um problema, tem um 14 base e pouco mais do que isso. Na frente, quando não jogam Zé Luís e Marega, jogam Soares e Marega ou Soares e José Luís. Na esquerda, há Luís Dias e Nakajima, e, na direita, Corona está hoje mais recuado, Otávio não é um ala puro, embora Sérgio Conceição não jogue com alas, e Manafá surge muitas vezes como a alternativa. O meio-campo está resolvido com Danilo e Uribe e... as alternativas a estes dois não estão ao mesmo nível. O quero dizer é que o plantel é muito curto para a grande dose de competições que o FC Porto tem de enfrentar. Jogue em 4x4x2 ou em 4x3x3, as alternativas são realmente escassas e isso implica que o FC Porto acabe por ser muito previsível para os adversários, que podem assim mais facilmente complicar o jogo portista. Fica muito difícil a Sérgio Conceição surpreender e sabemos como o fator surpresa pode ser importante em alta competição. Há esperança que alguns jogadores novos possam acrescentar algo mais à equipa e fornecer-lhe mais opções, como será o caso de Fábio Silva, que é um valor seguro, mas que precisa de crescer em competição, como irá acontecer, não tenho dúvidas nenhumas. Acredito também que estamos perante uma boa equipa do FC Porto, mas a grande questão será mesmo perceber se este plantel chega para as muitas encomendas que vêm aí...

Ainda esta semana, com o Feyenoord, que é uma equipa complicada, o FC Porto fez um dos jogos mais conseguidos deste início de época. Dominou, pressionou, apareceu sempre com muitos jogadores dentro da área adversária, foi superior. Como adepto, gostei da exibição do FC Porto; como adepto, não gostei do resultado, fruto de dois erros individuais de jogadores que nos habituaram a não os cometer, Danilo e Pepe. Isto não serve de desculpa para nada, mas foi uma realidade. E partilho sinceramente daquela máxima de que preocupante não é quando se falha muitas oportunidades; preocupante é quando a equipa não as cria, e o FC Porto criou muitas oportunidades para marcar. Falhou na eficácia, mas nada está perdido na Liga Europa, as equipas estão todas com os mesmos pontos e acredito que o FC Porto vai conseguir o apuramento.