Premium "Aquilo a que semanalmente assistimos é resultado de um falhado projeto de 'Irmandade'"

"Aquilo a que semanalmente assistimos é resultado de um falhado projeto de 'Irmandade'"

APITADELAS - O antigo árbitro Jorge Coroado, cronista de O JOGO, escreve sobre o atual quadro de arbitragem.

Jornada após jornada, perante os equívocos sucessivos que se observam, sobretudo depois da implementação do VAR, muitos são aqueles que, com ou sem interesse direto no escalonamento classificativo da principal prova do calendário futebolístico nacional, questionam e se questionam sobre a valia e competência do atual quadro de arbitragem.

Fazer comparações com passado não muito distante é ingrato, pode, até, ser entendido como presunção, porém, sem esforço, basta um pouco de pragmatismo e recuar década e meia para se encontrarem razões objetivas e concretas precursoras do descalabro que é o moderno paradigma da classe. Aquilo a que semanalmente assistimos é resultado de um falhado projeto de "Irmandade", congeminado por empáfio Grão-Mestre que, propondo fundação da Academia, presuntivamente se julgaria "Platão" e contaria com apoio do aluno "Sócrates", o qual, de maior argúcia e ambição, embalou para areópagos mais favoráveis.