Premium O futebol e o Brexit: mais em jogo do que parece

O futebol e o Brexit: mais em jogo do que parece

Ora, em Inglaterra, os clubes mais pequenos têm realmente adeptos. Uma revolução hierárquica é, à partida, mais atraente do que seria num país como, por exemplo, Portugal.

Estou em crer que o Brexit é um retrocesso para o Reino Unido - económica, social e culturalmente -, mas não deixo de antecipar com interesse os seus reflexos no futebol. Em Inglaterra, adivinha-se nada mais, nada menos do que uma guerra entre a FA e a Premier League. E é uma guerra de princípios.

A primeira quer aproveitar para tomar medidas protecionistas em defesa dos jogadores ingleses, e nomeadamente os jovens. A segunda alega estar por provar que a contratação de menos estrangeiros corresponda a um aumento da qualidade média do jogador inglês e está preocupada com a competitividade internacional das suas principais equipas.