Bocas, picaretas e tensão no topo

Bocas, picaretas e tensão no topo
João Sanches

Tópicos

O trambolhão do Benfica na Madeira passou ontem a "oficial": Sporting e FC Porto aproveitaram a chance, numa Liga em que tudo é possível

O Marítimo impediu o Benfica de juntar pontos ao seu pecúlio na Liga e empurrou-o para a maior desilusão no que há de campeonato. Porém, a escorregadela do líder só foi genuinamente validada ontem, 24 horas depois, e em dois palcos: primeiro no José Alvalade, depois - a ferros, martelos, picaretas... e Rui Pedro - no Dragão, disparando a voltagem da ronda do próximo fim de semana. Perante mais de 43 mil adeptos nas bancadas, o Sporting acorrentou o sistema nervoso e partiu para cima do V. Setúbal, aproveitando a oportunidade caída do céu, por entre a chuvada que encharcou o país, para tirar conforto ao comandante e fazer depender de um triunfo sobre o mesmo, no domingo, a tomada do primeiro lugar. Quanto mais depressa a bola entrasse na baliza, melhor respiraria o leão. Neste particular, o fim de tarde foi perfeito e reparador de mágoas: ao sexto minuto já os leões dançavam no relvado, dando vivas pelo desvio letal de William. O 2-0, para sossegar, apenas ganhou vida à terceira bola nas malhas - a segunda foi anulada pelo árbitro Rui Costa, numa decisão que por instantes desnudou a tensão que os verdes e brancos carregam debaixo das camisolas e das gravatas há boas semanas. Mas ontem não podiam falhar - e foram competentes! Apesar das reclamações diretas e indiretas, sofreram muitíssimo menos para reduzir o intervalo no topo do que os portistas. Estes, num Dragão cansado de má fortuna, carregaram sobre os postes do bracarense Marafona, elevando o frenesim a partir do momento em que se apanharam em superioridade numérica e... com Brahimi (rendeu o lesionado Otávio) a esburacar o que, com tantas inimagináveis perdidas, parecia impossível. Mas o sádico destino ajoelhou-se, vergado pela coragem de Nuno Espírito Santo de lançar o miúdo Rui Pedro para resolver, mesmo se isso o fez "confessar" diante de todos que Depoitre, ontem de fora, passou à condição de reforço falhado.