Premium Essa palavrinha tão estragada pelos anúncios dos bancos

Essa palavrinha tão estragada pelos anúncios dos bancos

Olhem para Raúl de Tomás e tomem-no como exemplo: quando tudo corre mal, levantamos a cabeça. Quando a crise se instala, damos-lhe um belo de um chuto.

Foi um instante desconcertante - como se, de todos os lugares do mundo, Carlos Gardel tivesse escolhido São Petersburgo para descer dos céus. Refiro-me ao golo de Raúl de Tomás ao Zenit, na quarta-feira. É uma personagem enigmática o avançado do Benfica, não concordam, caros amigos? Com o cabelo puxado para trás, num estilo antiquado, gardeliano, o espanhol joga um futebol que também lembra outro tempo. Em tango lento, com toque refinado. Tão refinado que nos faz suspeitar se não será refinado demais, não é verdade?