Premium "Há muito o que saudar neste esquadrão algarvio"

"Há muito o que saudar neste esquadrão algarvio"
Filipe Alexandre Dias

Tópicos

O cronista Filipe Dias escreve hoje, em O JOGO, sobre o momento do Portimonense.

Ao cair dos anos 1980, com a pop a soar livre numa cada vez mais garrida cena musical portuguesa, dos Algarves emergiu um projeto musical que respondia por Flávio Com F de Folha. À altura, nas terras do Sul, o Portimonense (ainda) era a maior e mais indisputada força do futebol na região e António Folha despontava na forma de um canhoto de Gaia a surgir a toda a brida no futebol juvenil - formação é um termo do século XXI... - do FC Porto.