Um vírus que separa a elite do futebol das outras categorias

Um vírus que separa a elite do futebol das outras categorias
Cláudia Garcia

Tópicos

VISTO DE ITÁLIA - Um artigo de opinião de Cláudia Garcia.

Esta semana, o futebol italiano está a organizar-se para regressar aos treinos. A data hipotética é a do dia 4 de maio para os jogadores recomeçarem a trabalhar com pequenos grupos e o fim de maio para a bola voltar a rolar nos estádios italianos, sempre sem público. Ainda não é nada concreto, caminhamos totalmente no campo das hipóteses, mas as diretrizes estabelecidas pela Federação de Futebol Italiana (FIGC) para o regresso da Serie A são tão exigentes que só mesmo um desporto rico como o futebol de elite poderá adaptar-se a esta nova realidade.

Em Itália, vai ser obrigatório um estágio de preparação para a todas as equipas: jogadores e equipa técnica vão ficar enclausurados num hotel ou no próprio centro de treinos durante o período de jogos, sem qualquer contacto com o mundo exterior. No total, falamos de quartos e casas de banho individuais para 60/70 pessoas. Todos vão ser submetidos a testes de diagnóstico da covid-19 a cada quatro dias - isto quando há italianos a morrerem em casa sem poderem sequer realizar um teste. Mas não é só: todos os jogadores vão fazer ainda vários testes de imunidade, testes sorológicos e todos os controles diários possíveis para despistar o vírus e calcular o número de anticorpos que cada um já desenvolveu.

Os centros desportivos vão ser desinfetados e esterilizados duas vezes por dia e a temperatura corporal será medida constantemente, uma regra básica atualmente em todo o lado na China, mas que a Itália ainda não conseguiu colocar em prática nas suas cidades. No caso dos clubes, vai ser possível ter alguém a fazê-lo 24 horas por dia. Medidas extremamente rigorosas, caras e de elite que só mesmo no mundo do futebol, onde o dinheiro não escasseia podem passar da teoria à prática. Nenhuma outra modalidade nem as restantes categorias do futebol podem regressar com estas condições.