Premium Ronaldo, uma noite que salvou a época

Ronaldo, uma noite que salvou a época

VISTO DE ITÁLIA - A cronista Cláudia Garcia escreve hoje, em O JOGO, sobre a verdadeira apresentação de Cristiano Ronaldo aos adeptos da Juventus, numa noite "que salva uma época".

Demorou 255 dias, mas Cristiano Ronaldo, em versão melhor do mundo, apresentou-se finalmente ao público italiano. Digo a apresentação a sério, porque aquela do dia 16 de julho foi tão fria que não aqueceu o coração de ninguém. Vamos lá, Ronaldo veio de Madrid para ganhar a Champions e dar outra dimensão internacional e comercial à Juventus. No quesito desportivo, as suas exibições até terça-feira tinham sido boas mas não excelentes. E com a Vecchia Signora já campeã de Itália - pela oitava vez consecutiva -, se o CR7 tivesse falhado no jogo contra o Atlético de Madrid, os responsáveis pela sua contratação teriam um sério problema mediático para resolver. Pensem que uma hora antes do jogo em Turim, alguns adeptos nas rádios pediam que o português fosse vendido no verão. O futebol tem disto. Allegri e Ronaldo saíram como heróis, mas em caso de derrota, os dois teriam sido os grandes imputados.

Só que uma noite salva uma época e, no jogo decisivo, Ronaldo não falhou. Foi a sua primeira grande exibição europeia com a camisola da Juve e isso já ninguém lhe tira. Mesmo que os bianconeri não ganhem a Champions, esta reviravolta contra os colchoneros do Cholo ficará marcada para sempre na memória dos adeptos. Está entre os melhores jogos da carreira de Ronaldo e, provavelmente, foi o melhor da Juve na Champions desde a inauguração do novo estádio, em 2011. E o que mais impressionou não foram os três golos, mas a imagem de um líder completo em campo. Ronaldo foi líder da claque, líder da equipa, assistente de Allegri, conselheiro dos mais novos e altruísta com Pjanic e Bernardeschi nos livres. Nunca vi o CR7 conceder tantos livres diretos aos companheiros de equipa em Madrid como tem feito agora em Turim. Isso demonstra que não só está feliz na Juventus como está totalmente integrado e conectado com os objetivos desta equipa. A Juventus já tinha tudo: um estádio fantástico, adeptos apaixonados, estrutura ultramoderna, onde tudo funciona, e um grupo de jogadores de topo em todas as posições. Faltava apenas um finalizador decisivo, que transformasse as noites de Champions em magia. Ronaldo chegou na hora certa e está no lugar certo.VIST