Premium A triste despedida dos Icardis

Cláudia Garcia

Tópicos

VISTO DE ITÁLIA - Os que festejam um Inter sem Icardi são os mesmos que o idolatravam até há bem pouco tempo.

O último dia de mercado pôs fim à verdadeira novela deste verão, com a saída de Icardi do Inter para o Paris Saint-Germain por empréstimo de um ano. Uma solução que, em princípio, satisfaz todas as partes, mas que, no fundo, só adia o problema por mais algum tempo. Por um ano, o Inter livra-se de Icardi, da esposa-empresária-influencer-apresentadora Wanda Nara e da banda toda que os rodeia. Os Icardis também podem sorrir, porque vão para um clube com grandes ambições e ganhar um salário muito mais elevado, que pode chegar aos oito milhões limpos esta época e até aos dez milhões a partir de 2020. E, por último, ganha o PSG, que faz um excelente negócio ao conseguir de graça um dos melhores avançados do panorama europeu.

O último episódio da série "The Icardis" teve emoções de verdadeira telenovela mexicana, com discussões pela noite dentro, com Icardi a viajar até Paris quase obrigado, pois a sua vontade era permanecer no Inter, mesmo sem jogar, e a ansiedade dos adeptos, que festejaram a sua primeira foto oficial com as cores do PSG como uma vitória no dérbi de Milão. E pensar que o argentino e a esposa eram idolatrados na cidade onde pretendiam passar o resto da vida. Em pouco mais de seis meses, Icardi passou de ídolo a menino caprichoso totalmente manipulado pela esposa-louca que só vive em busca de visibilidade. Mas será exatamente essa a realidade? Em parte, os Icardis cometem excessos que contribuem muito para este raio X negativo; por outro lado, a sensação é que a decisão do clube de lhe retirar a braçadeira de capitão e o afastar pouco a pouco do grupo era mesmo essa. Os adeptos viraram as costas ao seu ídolo e o Inter pôde desfazer-se de Icardi sem qualquer tipo de contestação. Hoje, os que festejam um Inter sem Icardi são os mesmos que o idolatravam até há bem pouco tempo. Têm mesmo a certeza de que os Icardis não vão fazer falta?