Coronavírus: os grandes empresários vão ser os principais prejudicados

Coronavírus: os grandes empresários vão ser os principais prejudicados
Claudia Garcia

Tópicos

PREMIUM >> A partir de agora, os clubes vão ponderar muito bem cada negócio e não vão querer comprar nada encarecido. Os grandes empresários vão ser os principais prejudicados.


No próximo mercado, esqueçam as transferências de cem milhões de euros. "Ainda bem que o Félix está vendido", deve estar a pensar por estas horas Luís Filipe Vieira. Este ano, já ninguém pagaria 120 milhões por ele. O coronavírus vai afetar a economia mundial e vão perder todos: do dono do café da esquina ao restaurante de luxo, e o futebol não será exceção. "Vai ser preciso uma grande imaginação para fazer negócios daqui para a frente", antecipou esta semana o mestre de todos os empresários, Giovanni Branchini, à "Gazzetta dello Sport".

A partir de agora, os clubes vão ponderar muito bem cada negócio e não vão querer comprar nada encarecido. Os grandes empresários vão ser os principais prejudicados. O jogador de 60 milhões vai valer 30 e o de 30 vai valer 15. O mundo do futebol será redimensionado nos próximos meses. Vão ganhar mais destaque no mercado os empresários com uma carteira de jogadores com melhor relação custo-benefício imediato. Os grandes tubarões do mercado vão andar à deriva e, se não quiserem baixar os valores dos seus ativos, vão ter de aguardar alguns meses ou entrar no jogo das trocas e empréstimos. Vai ser um mercado com novos protagonistas.