Premium Mourinho: o regresso do encantador de jogadores que não ganharam nada

Mourinho: o regresso do encantador de jogadores que não ganharam nada

FOLHA SECA - A crónica quinzenal de Carlos Tê em O JOGO

Mourinho está de regresso. A sua entrada, ontem, no Estádio Olímpico de Londres lembrou um divo da ópera afastado dos palcos há demasiado tempo. As câmaras televisivas sorveram-no gulosamente, demonstrando que o futebol não podia viver sem um dos seus maiores protagonistas dos últimos anos. Que outro campeonato para voltar a acolhê-lo que não o inglês? É notável um compatriota nosso aguentar-se tanto tempo na primeira linha duma actividade tão desgastante e tão competitiva como esta.