Exclusivo FC Porto é fácil de provocar e o sarrabulho não é a sua praia

FC Porto é fácil de provocar e o sarrabulho não é a sua praia

FOLHA SECA - Opinião de Carlos Tê

Era grande a curiosidade para ver o primeiro teste a sério sem Luís Diaz, e logo num jogo que quase podia definir o campeonato. O recurso a Galeno, antes de Pêpê, soou a recado, tal a sua inutilidade. Valeu Fábio Vieira, que parece finalmente despertar para a refrega.

O resto foi o que foi. Perante equipas rigorosas e de boa técnica, as fragilidades do FCP vêm à tona. A maior delas é o modo como se deixa arrastar para situações que não domina, a quezília, o sururu. O FCP é fácil de provocar. Não há treinador na Europa que desconheça este segredo. Simeone tirou partido dele para ganhar a eliminatória da Champions no Dragão, em que o Porto se deu à morte apesar de ser melhor do que este Atlético de Madrid.