Premium Rafa deixou o quase

Carlos Machado, chefe de Redação de O JOGO, escreve sobre um dos jogadores em alta no plantel do Benfica.

Muito se tem falado nos últimos tempos no Benfica de Bruno Lage. A aposta duplamente acertada em João Félix (posição e continuidade), os renascimentos de Seferovic e Samaris, a descoberta de Gabriel, o atirar de Ferro para a forja (primeiro não tinha mais ninguém, depois valeu a aposta) ou os primeiros passos de Florentino. Curiosamente, de quem menos se tem falado é de Rafa, ele que tem sido a pedra angular do novo Benfica.

Rafa apareceu cedo, aos 19 anos dava cartas no Feirense. Era uma espécie de dez faz-tudo, rápido, tecnicamente evoluído, exibindo-se numa escala vedada aos companheiros de equipa. Uma época em Santa Maria da Feira permitiu-lhe o salto para Braga, onde teve a sorte suprema de encontrar Jesualdo Ferreira.