Exclusivo E lá vai Jorge Jesus inventar para outro lado

E lá vai Jorge Jesus inventar para outro lado
Álvaro Magalhães

Tópicos

VISTO DO SOFÁ - Opinião de Álvaro Magalhães

Têm sido notícia os incidentes que sinalizam problemas entre Jorge Jesus e alguns dos seus jogadores. Pelo que se tem visto, ele tem um excesso de intervenção e uma tendência para a repreensão ríspida que é mais própria da figura do treinador como pai autoritário, frequentemente tirano, que já está fora de circulação há muito tempo.

Porém, é outro o seu pecado. Jesus vê-se como grande criador, condição que está sempre a repisar («uns poucos criam, os outros todos copiam», diz) e vê os seus jogadores como as personagens que dão corpo à sua criação. Nunca o ouvi elogiar o talento de um jogador seu («Odysseas salvou a equipa?», perguntam-lhe, e ele responde: «Não, fez a sua obrigação»).