Exclusivo Bernardo Silva, Bruno Fernandes e Diogo Jota chegaram a este Euro "mortos"

Bernardo Silva, Bruno Fernandes e Diogo Jota chegaram a este Euro "mortos"
Álvaro Magalhães

Tópicos

VISTO DO SOFÁ - Um artigo de opinião de Álvaro Magalhães.

1 Quando Eriksen caiu, inanimado, durante o Dinamarca-Finlândia, o mundo suspendeu a respiração e só a retomou depois da boa nova da recuperação do jogador.

No mesmo dia, em Wembley, durante o Inglaterra-Croácia, um adepto caiu de uma bancada e ficou em estado muito grave, segundo a UEFA, que não o identificou. Dizem as testemunhas que a equipa de salvamento demorou séculos e havia gente chocada e a chorar em volta. E nunca mais houve, que eu visse ou ouvisse, notícias sobre o estado do sinistrado. Afinal, era apenas um adepto, e dos que conseguem cair de uma bancada. Eriksen e o adepto anónimo: dois acontecimentos funestos, no mesmo dia, na mesma prova, e que serviram também para ficarmos a saber a que preço estão as vidas de uns e de outros, jogadores e adeptos.