Voleibol feminino: uma corrida com novos candidatos

Voleibol feminino: uma corrida com novos candidatos
Marta Fernandes

Tópicos

O campeonato feminino de voleibol começa este domingo. Há um campeão à procura do tetra e com a concorrência mais forte.

O Campeonato Nacional feminino arranca este domingo e, face ao investimento das equipas, promete mais equilíbrio.

As grandes novidades são a estreia do FC Porto que se aliou à Academia José Moreira, além de Aves e Sporting, o campeão da II Divisão.

Das 12 equipas em prova, sete representam emblemas mais mediáticos pelo futebol, como é o caso da AJM/FC Porto, Sporting, Boavista, Belenenses, Aves, Leixões e Braga.

O principal destaque vai para a estreia absoluta do FC Porto no feminino e o regresso do Sporting, 20 anos depois, à I Divisão, tornando o campeonato ainda mais aliciante, sendo que se defrontam na sexta jornada, em Nogueira da Regedoura (10/11).

Domingo, na estreia, o tricampeão Leixões, agora com nova concorrência, recebe o recém-promovido Aves, enquanto a AJM/FC Porto, que há uma semana conquistou a Supertaça, joga em casa com o AVC Famalicão.

Já o encontro entre o Belenenses e o Boavista não será disputado, devido ao atraso na inscrição das jogadoras por parte da formação do Restelo. A primeira fase disputa-se no sistema de todos contra todos a duas voltas (22 jornadas) e os oito primeiros garantem a manutenção. Quatro entram depois na Divisão de Elite que ditará o campeão, e os restantes discutem a Taça Federação.