Miguel Tavares eleito melhor jogador do grupo A do Europeu de voleibol

Miguel Tavares eleito melhor jogador do grupo A do Europeu de voleibol
Redação com Lusa

Tópicos

O jogador português, um dos quatro submetidos a votação pela Confederação Europeia de Voleibol (CEV), para eleger o melhor do grupo A, foi o eleito pelos internautas, com 40,6% dos votos, à frente do ucraniano Oleh Plotnytskyi, com 26%.

O português Miguel Tavares Rodrigues foi esta sexta-feira eleito o melhor jogador do grupo A do Europeu'2021 de voleibol, numa votação online no sítio da prova, e afirmou-se "honrado com a distinção", que partilha com toda a equipa.

"É uma consequência do trabalho da equipa. Todos os jogadores da nossa seleção estiveram muito bem durante os jogos da fase de grupos e é uma honra ter sido eu o escolhido", disse à agência Lusa o distribuidor Miguel Tavares Rodrigues.

O jogador português, um dos quatro submetidos a votação pela Confederação Europeia de Voleibol (CEV), para eleger o melhor do grupo A, foi o eleito pelos internautas, com 40,6% dos votos, à frente do ucraniano Oleh Plotnytskyi, com 26%.

O polaco Piotr Nowakowski, que liderou a sua seleção no triunfo invicto no grupo, ficou na terceira posição, com 17,7%, tendo o sérvio Uros Kovacevic, com 15,7%, terminado no quarto posto. Não foi divulgado o número de votantes online.

"Estou muito feliz por termos passado aos oitavos [com o quarto lugar alcançado no grupo A] e agora temos é que nos focar no jogo com os Países Baixos [no domingo]", frisou Miguel Tavares Rodrigues, de 28 anos, que joga nos polacos do Cuprum Lubin.

O búlgaro Martin Atanasov, com 47% dos votos, foi eleito o melhor jogador do grupo B, o holandês Nimir Abdel-Aziz, com 54,9% - que será adversário de Portugal -- foi o escolhido no C, e o francês Jenia Grebennikov, com 66,95%, do D.

Os oitavos de final do Europeu2021 decorrem este fim de semana em Ostrava, na República Checa, e em Gdansk, na Polónia, depois de uma primeira fase repartida por quatro países: Polónia (grupo A), República Checa (B), Finlândia (C) e Estónia (D).