Premium Seleção de mala às costas, dorme com pastilhas e nos aeroportos

Seleção de mala às costas, dorme com pastilhas e nos aeroportos
Marta Fernandes | Carlos Flórido

Tópicos

Com 15 jogos num mês e viagens de 12 horas, Seleção Nacional de voleibol descansa quando pode e habituou-se a dormir em aeroportos.

"São os constrangimentos desta competição; se estamos nela, temos de estar preparados para isso. Sabemos que vamos viajar e que temos apanhar fusos horários bastante diferentes, como as oito horas de diferença na Rússia...", desabafa João José, famoso internacional e agora adjunto de Hugo Silva na Seleção Nacional, sobre as exigências da Liga das Nações, mais conhecida como VNL, que supera tudo o que se conhece em competições por equipas.