Fonte do Bastardo nas meias-finais da Taça Challenge após vencer o Sporting

Fonte do Bastardo nas meias-finais da Taça Challenge após vencer o Sporting
Redação com Lusa

Tópicos

O Fonte do Bastardo carimbou, esta quarta-feira, o passaporte para a meia-final da Taça Challenge ao vencer o Sporting, em Alvalade, por 3-2, em jogo da segunda mão dos quartos de final da prova.

Depois de ter vencido nos Açores, por 3-0, ao Fonte do Bastardo bastava conquistar dois parciais para seguir em frente na Taça Challenge. Ao invés, o Sporting teria de vencer por 3-0 ou 3-1 e obrigar o encontro a ser decidido num golden set.

Embora o Sporting entrasse determinado em dar a volta à eliminatória, disposto a discutir todos os pontos, aos poucos o Fonte do Bastardo foi tomando conta do encontro e cada vez que os leões se aproximavam no marcador, os açorianos voltavam a disparar, acabando por vencer o primeiro parcial por 19-25.

A conquista do segundo set por parte do Sporting (25-21), num parcial em que as duas equipas foram alternando na liderança, mas onde os jogadores orientados por João Coelho conquistaram três pontos sem resposta a abrir, e fez toda a diferença, já que obrigaram os forasteiros a correr atrás do prejuízo ao longo dos 25 minutos restantes.

Este acabou por ser um balão de oxigénio que fez o Sporting acreditar que poderia chegar à meia-final da Taça Challenge. No terceiro parcial, pese embora o Fonte do Bastardo tivesse liderado o marcador até aos 19-19, o Sporting viria a aparecer depois e vencer por 25-23.

Neste quarto set, o Fonte Bastardo, que não estava disposto a acalentar as esperanças do Sporting, corrigiu alguns dos erros que tinha cometido, tanto no bloco como na receção e ataque, com o ponto conquistado por Edson Valência, no 20-16, a acabar por ser determinante, com o Sporting a ser derrotado por 25-19.

O último parcial serviu apenas para cumprir calendário e as duas equipas aproveitaram para colocar em campo os jogadores menos utilizados, ou que ainda não tinham alinhado, acabando a equipa treinada por Nuno Abrantes triunfar por 15-10.

Jogo realizado no Pavilhão João Rocha, em Lisboa.

Sporting - Fonte do Bastardo, 2-3

Parciais: 19-25 (24 minutos), 25-21 (25), 25-23 (27), 19-25 (24) e 10-15 (16).

Sob a arbitragem de Ellen Burheim (Noruega) e Borislav Yordanov (Bulgária), as equipas alinharam:

- Sporting: José Masso, Thiago Gelinski, Pedro Cardoso, Brian Melgarejo, Joaquin Gallego e Gil Meireles (líbero 1). Jogaram ainda: João Simões (líbero 2), Tiago Barth, Gabriel Bertolini, José Jardim, Kelton Tavares, Josué Lopez e Toms Svans.

Treinador: João Coelho.

- Fonte do Bastardo: Marcos Pereira, José Neves, Bruno Rubbo, João Noleto, Lucas Honorato e Edson Valência. Jogaram ainda: Dennis Del Vale (líbero 1), Ryan Manoogian (líbero 2), Caíque Silva, Federico Gomez, Alejandro Lahoz, Victo Lupp, Eliezer Dutra e Diogo Pacheco.

Treinador: Nuno Abrantes.

Assistência: cerca de 500 espectadores.