Fonte do Bastardo marca encontro com Benfica nas meias-finais da Taça de Portugal

Fonte do Bastardo marca encontro com Benfica nas meias-finais da Taça de Portugal
Redação com Lusa

Tópicos

O Fonte do Bastardo defrontará o Benfica nas meias-finais da Taça de Portugal de voleibol.

O Fonte do Bastardo defrontará o Benfica nas meias-finais da Taça de Portugal de voleibol, após ter derrotado esta sexta-feira o Sporting das Caldas, por 3-0, na abertura da final a oito, a decorrer até domingo em Santo Tirso.

Os açorianos, vencedores da prova "rainha" na temporada 2012/13, precisaram de 65 minutos para vencerem os três parciais (25-9, 25-20 e 26-24) frente à formação das Caldas da Rainha, que tinha afastado o Ala Nun´Álvares nos oitavos de final (3-1).

Os brasileiros Gabriel Santos, do Fonte Bastardo, e Vítor Amorim, do Sporting das Caldas, evidenciaram-se como os melhores marcadores do desafio, ambos com 15 pontos.

Depois de terem eliminado o Clube K (3-0) e o Esmoriz nas rondas anteriores (3-1), os insulares vão defrontar nas meias-finais o Benfica, que horas antes confirmou o favoritismo diante do São Mamede (3-0), num jogo marcado para sábado, às 18:00.

O Fonte do Bastardo assinou uma entrada fulgurante no encontro, fruto da supremacia nos atributos técnicos e físicos, e intensificou a agressividade perante um oponente permeável, estabelecendo 16 pontos de vantagem no final do primeiro "set" (25-9).

A réplica do Sporting das Caldas subiu de tom no segundo parcial, ao ponto de ter equilibrado o marcador até aos 8-10, antes de os açorianos voltarem a estabilizar processos para avolumarem diferenças e fecharem com cinco à maior (25-20).

O conjunto de Frederico Casimiro mostrou-se ainda mais combativo no terceiro "set" e, quando o jogo parecia resolvido, conseguiu encurtar um 14-19 para 23-24, embora os pupilos de João Coelho nunca tenham perdido a compostura até aos 26-24 finais.

O Fonte do Bastardo foi mais eficaz na receção (67% contra 53%) e nos pontos alcançados junto à rede (40 em 55 tentados contra 32 em 59) e em serviços diretos (três em 74 efetuados contra nenhum em 55), capítulo em que cada equipa falhou sete.

Jogo no Pavilhão do Ginásio Clube de Santo Tirso, em Santo Tirso.

Sporting das Caldas - Fonte do Bastardo, 0-3.

Parciais: 9-25 (18 minutos), 20-25 (22), e 24-26 (25).

Sob a arbitragem de Nuno Teixeira e Rui Oliveira, as equipas alinharam:

- Sporting das Caldas: João Miguel Oliveira, Humberto Silva, Ricardo Oliveira, Miguel Agapito (líbero), Luiz Santos, Frederico Santos e Vítor Amorim. Jogaram ainda Gonçalo Pacheco (líbero), Mohamed Sabith, Miguel Ribeiro, Diogo Oliveira e Paulo Pereira.

Treinador: Frederico Casimiro.

- Fonte do Bastardo: Armando Velásquez, Federico Gómez, Hélder Spencer, Dennis Villalobos (líbero), Caíque Silva, Matheus Pereira e Gabriel Santos. Jogaram ainda José Neves, Bruno Cunha, Antony Gonçalves, Rui Moreira e Bruno Jesus.

Treinador: João Coelho.

Assistência: Jogo realizado à porta fechada devido à pandemia de covid-19.