Aeroportos estão fechados e atletas do Afeganistão vão falhar Jogos Paralímpicos

Aeroportos estão fechados e atletas do Afeganistão vão falhar Jogos Paralímpicos
Redação com Lusa

Tópicos

O país devia estar representado por dois atletas, ambos no taekwondo, Hossain Rasouli e Zakia Khudadadi, que se iria tornar a primeira mulher afegã a participar nos Paralímpicos

O Afeganistão vai falhar a presença nos Jogos Paralímpicos Tóquio2020, que começam em 24 de agosto, devido à situação no país, anunciou esta segunda-feira o Comité Paralímpico Internacional (IPC).

O país devia estar representado por dois atletas, ambos no taekwondo, Hossain Rasouli e Zakia Khudadadi, que se iria tornar a primeira mulher afegã a participar nos Paralímpicos.

Segundo Craig Spence, porta-voz do IPC, "devido à situação muito grave que se vive no país, todos os aeroportos estão fechados e será impossível [os atletas] saírem para Tóquio".

"Esperamos que a equipa se mantenham seguros durante este período difícil", indicou Craig Spence.

Há uma semana, o chefe da Missão afegã, Arian Sadiqi disse, citado no site do IPC, espera que os Jogos Paralímpicos fossem uma hipótese "de dar uma mensagem de coexistência à humanidade".

Com a tomada de Cabul, no domingo, os talibãs reconquistaram o poder no Afeganistão, após 20 anos de guerra, na sequência da retirada das forças dos Estados Unidos, negociada em fevereiro de 2020.