Patrícia Mamona conquista medalha de prata no triplo salto

Patrícia Mamona conquista medalha de prata no triplo salto
Redação

Tópicos

A portuguesa Patrícia Mamona conquistou a medalha de prata na final do triplo salto, nos Jogos Olímpicos Tóquio'2020.

Patrícia Mamona conquistou a medalha de prata na final do triplo salto, em Tóquio'2020. Com a marca de 15,01 metros - que lhe valeu recorde nacional - a portuguesa foi a segunda melhor classificada, apenas atrás da venezuelana Yulimar Rojas, que conseguiu o recorde do mundo (15,67m).

A portuguesa, campeã da Europa em pista coberta, em 2021, e ao ar livre, em 2016, chegou à final do triplo ao saltar na primeira tentativa da qualificação 14,60 metros, menos seis centímetros do que o seu recorde nacional, que alcançou em 9 de julho e que hoje bateu por 35 centímetros, à quarta tentativa.

Na primeira tentativa, Patrícia Mamona já tinha conseguido superar a marca, com 14,91 metros, tendo fechado o concurso com 14,97 metros na sexta tentativa.

A saltadora do Sporting cumpriu a terceira presença olímpica, depois do sexto lugar no Rio'2016 e do 13.º posto em Londres'2012.

Já Yulimar Rojas juntou o título olímpico aos dois títulos mundiais, arrebatados em 2017 e 2019, depois da medalha de prata no Rio'2016. A venezuelana bateu ainda o recorde mundial na sexta e última tentativa, com 15,67 metros.

A espanhola Ana Peleteiro, que foi segunda nos Europeus de 2021, atrás de Mamona, depois de ter sido campeã em 2019, voltou a ser superada pela portuguesa, mas leva para casa a medalha de bronze e um novo recorde nacional.

Nesta competição, a portuguesa Evelise Veiga não foi além da qualificação, terminando no 19.º lugar, com 13,83, a sua melhor marca do ano.

Recorde-se que esta é a segunda medalha para Portugal, depois do bronze conseguido por Jorge Fonseca no judo, na categoria -100kg.