O protesto de Raven Saunders: o significado do "X", a tentativa de suicídio e a reação do COI

O protesto de Raven Saunders: o significado do "X", a tentativa de suicídio e a reação do COI

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Redação

Tópicos

Saunders cruzou os braços, formando um "X", durante a cerimónia da entrega de medalhas do concurso de lançamento do peso

A atleta norte-americana Raven Saunders foi protagonista do primeiro gesto protesto numa cerimónia do pódio dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Tudo aconteceu depois de ganhar a medalha de prata no lançamento do peso, prova na qual a portuguesa Auriol Dongmo foi quinta classificada.

Saunders cruzou os braços, formando um "X", durante a cerimónia, um gesto que, disse ela mais tarde, simbolizou "o ponto de encontro de todas as pessoas que são oprimidas", referindo à comunidade afro-americana nos Estados Unidos, à comunidade LGBTQ e ainda "ao povo que lida com problemas de saúde mental".

Tratou-se a primeira manifestação do do género em Tóquio'2020, onde, recorde-se, vigora a regra 50, imposta elo COI, que poribe os atletas de participarem em quaisquer protestos. Os atletas são autorizados a expressar opiniões durante as conferências de imprensa e na competição,. logo que respeitem os outros concorrentes, mas os protestos no pódio são proibidos. O COI anunciu que está "a investigar" a manifestação de Saunders.

Já o Comité Olímpico e Paraolímpico dos Estados Unidos (USOPC) conduziu a sua própria análise e concluiu que" a expressão pacífica de Raven Saunders em apoio da justiça racial e social foi respeitosa para com os seus concorrentes e não violou as nossas regras relacionadas com o direito à manifestação".

Raven Saunders sabe do que fala. Afinal, fez uma pausa na carreira em 2018 perante problemas mentais e depois de ter tentado o suicídio. Em 2020, escreveu na rede social Twitter: "Se não fosse o envio de um texto a um velho terapeuta, eu não estaria aqui".