"Há poucos desportistas em Portugal a conseguir tudo o que Pimenta tem feito"

"Há poucos desportistas em Portugal a conseguir tudo o que Pimenta tem feito"
Redação com Lusa

Tópicos

Declarações de Hélio Lucas, treinador de Fernando Pimenta, canoísta que alcançou o bronze nos Jogos Olímpicos.

O treinador de Fernando Pimenta, Hélio Lucas, destacou o "enorme feito" alcançado pelo seu atleta nos Jogos Olímpicos, a medalha de bronze em K1 1000 metros de Tóquio2020.

"Cumpriu o sonho da medalha olímpica em K1 e isso vai ficar para sempre na sua carreira, que já tinha uma prata em K2 1000 metros. Há poucos desportistas em Portugal a conseguir tudo o que ele tem feito em todos estes anos", disse o técnico, em declarações à agência Lusa.

Fernando Pimenta, de 31 anos, terminou a prova de K1 1.000 metros de Tóquio2020 em 3.22,478 minutos, apenas atrás dos húngaros Balint Kopasz, novo recordista olímpico, com 3.20,643, e Adam Varga (3.22,431).

"Estou muito feliz por um lado e por outro acho que poderia ter ido um pouco mais além. Quebrou um pouco na ponta final, mas foi uma prova fantástica, nada lhe tenho a apontar", elogiou.

Hélio Lucas, que treina Fernando Pimenta desde sempre, elogiou o seu atleta, "inexcedível no trabalho e no compromisso com os seus objetivos".

Entende que essa é uma das formas de explicar a "competitividade" de Pimenta, que está a 10 dias de completar 32 anos, perante atletas como os novos campeão e vice-campeão olímpicos, respetivamente com 24 e 21 anos.

"Tem um nível e consistência como poucos. E a sua insatisfação pelo bronze mostra somente de que raça é feito, até onde vai o tamanho da sua ambição", concluiu.

Esta é a terceira medalha de Portugal em Tóquio'2020, depois do bronze do judoca Jorge Fonseca na categoria de -100kg e da prata de Patrícia Mamona no triplo salto.