Espanha e Eslovénia avançam para os quartos de final no basquetebol

Espanha e Eslovénia avançam para os quartos de final no basquetebol
Redação com Lusa

Tópicos

No grupo C, a Espanha bateu a Argentina 81-71, enquanto a Eslovénia bateu o anfitrião Japão 116-81.

A Espanha, três vezes finalistas vencido, e a estreante Eslovénia apuraram-se para os quartos de final do torneio de basquetebol dos Jogos Olímpicos, juntando-se à França, que já tinha assegurado a passagem na quarta-feira.

No grupo C, a Espanha, medalha de bronze no Rio'2016, bateu a Argentina 81-71, enquanto a Eslovénia bateu o anfitrião Japão 116-81, com as duas seleções a lutar pelo primeiro lugar do agrupamento na terceira e última ronda.

Os resultados de hoje confirmaram também a passagem da Austrália no grupo B, já que, na pior das hipóteses, será sempre um dos dois melhores terceiros classificados.

Na Saitama Super Arena, o base Ricky Rubio voltou a estar em destaque na seleção espanhola, com 26 pontos, cinco ressaltos e quatro assistências, num encontro em que a Argentina até entrou bem (venceu primeiro período por 25-20), mas deitou tudo a perder no segundo, deixando o rival europeu ganhar vantagem até ao intervalo (40-34).

Nicolas Laprovittola marcou 27 pontos para a Argentina, mas os sul-americanos, ouro em Atenas'2004, nunca mais conseguiram chegar perto da liderança do marcador e vão tentar agora o apuramento como um dos dois melhores terceiros classificados.

Além de Rubio, Sérgio Llull contribuiu com 10 pontos para o triunfo espanhol, na reedição da final do Mundial2019, que também decorreu em terras asiáticas, na China, e que terminou igualmente com a vitória do conjunto europeu.

O encontro ficou também marcado pelo embate entre dois veteranos (e históricos do basquetebol mundial), com Pau Gasol (Espanha) e Luís Scola (Argentina) a viverem ambos a quinta participação em Jogos Olímpicos.

Antes, a Eslovénia, novamente liderada por Luka Doncic, conseguiu o segundo triunfo no grupo C, num jogo em que teve largo domínio sobre o Japão.

Depois de marcar 48 pontos nos 118-100 à Argentina, Doncic ficou-se desta vez pelos 25, aos quais juntou sete assistências e sete ressaltos.

Zoran Dragic, com 24 pontos, Vlatko Cancar, com 16, e Klemen Prepelic, com 12, também se destacaram nos campeões europeus em título, sendo que todos os 12 jogadores marcaram.

Na formação da casa, que somou o segundo desaire, depois da derrota 88-77 com a Espanha, destaque para Rui Hachimura, que foi o melhor marcador do encontro, com 34 pontos, somando ainda sete ressaltos e três assistências.

A Eslovénia venceu por 35 pontos, num embate que liderou desde início e no qual venceu todos os parciais: 29-23 no primeiro, 24-18 no segundo - para 53-41 ao intervalo -, 27-23 no terceiro e um concludente 36-17 no quarto.