Belinda Bencic vence ouro no ténis em dia não para Djokovic

Belinda Bencic vence ouro no ténis em dia não para Djokovic
Redação com Lusa

Tópicos

Tenista helvética, 12.ª classificada da hierarquia mundial, sucedeu no palmarés olímpico a Mónica Puig. Sérvio foi derrotado no duelo pelo bronze de singulares

A suíça Belinda Bencic sagrou-se, este sábado, campeã olímpica de ténis, ao derrotar na final de Tóquio'2020 a checa Marketa Vondrousova, feito que pode repetir no domingo, caso triunfe na final de pares ao lado de Viktoria Golubic.

Bencic, 12.ª da hierarquia mundial, impôs-se à checa, 42.ª do mundo, pelos parciais de 7-5, 2-6 e 6-3, e sucede no palmarés olímpico à portorriquenha Mónica Puig, que conquistou o ouro no Rio de Janeiro, mas não esteve em Tóquio devido a lesão.

No domingo, Bencic pode repetir o ouro e entrar numa galeria restrita dos tenistas com medalhas de ouro singulares e pares na mesma edição, na qual figuram as irmãs Venus e Serena Williams e Nicolas Massu, caso triunfe na final de pares femininos, ao lado da compatriota Viktoria Golubic, frente às checas Barbora Krejcikova e Katerina Siniakova.

No encontro para atribuição do bronze do torneio de singulares femininos, a ucraniana garantiu uma subida ao pódio, impondo-se à cazaque Elena Rybakina, pelos parciais de 1-6, 7-6 (7-5) e 6-4, num encontro que durou duas horas e 24 minutos.

A penúltima jornada das competições de ténis fica marcada pela derrota do sérvio Novak Djokovic frente ao espanhol Pablo Carreño Busta no encontro para atribuição do bronze de singulares masculinos.

O espanhol, 11.º da hierarquia mundial, impôs-se ao líder da classificação, por 6-4, 6-7 (6-8) e 6-3, em duas horas e 47 minutos, num encontro que terá deixado Djokovic lesionado num ombro.

Pouco depois da derrota, o sérvio, que na sexta-feira foi afastado da luta pelo ouro olímpico, que lhe falta no palmarés, pelo alemão Alexander Zverev, alegou uma lesão no ombro esquerdo para desistir do encontro de atribuição do terceiro lugar na variante de pares mistos, que iria disputar ao lado de Nina Syojanovic.

A desistência de "Djoko" valeu o bronze a Ashleigh Barty, a número um mundial feminina, e John Peers, os primeiros australianos a conquistarem uma medalha no ténis desde Atenas2004.

Nos pares femininos, a dupla brasileira formada por Laura Pigossi e Luisa Stefani conquistou a medalha de bronze, depois de derrotar as russas Veronika Kudermétova e Elena Vesnina, por 2-1 (4-6, 6-4 e 11-9).