Nuno Marques reage à derrota na Taça Davis: "Foi um dia frustrante"

Nuno Marques reage à derrota na Taça Davis: "Foi um dia frustrante"

O capitão da seleção nacional salientou a boa prestação dos portugueses frente à Ucrânia.

Nuno Marques, capitão da seleção portuguesa de ténis, revelou que viveu "um dia frustrante", ao perder frente à Ucrânia na primeira eliminatória do play off de manutenção no Grupo I da Zona Europa/África da Taça Davis.

"Fizemos grandes encontros, estivemos muito bem, com grande atitude, caráter, lutámos imenso, recuperámos de um set a zero e foi pena. Foi um dia muito frustrante", confessou Nuno Marques, depois de João Sousa e Gastão Elias terem cedido em pares e o vimaranense não ter conseguido bater Sergiy Stakhovsky no terceiro encontro de singulares da eliminatória.

Apesar das duas derrotas de hoje, os jogadores portugueses, que não entraram bem e cederam o primeiro set, tanto no encontro de pares como no de singulares, conseguiram recuperar e levaram a decisão da manutenção ao terceiro parcial, caindo, no entanto, a vitória nas mãos da equipa ucraniana.

"Estivemos muito perto, depois de lutar bastante, e podíamos ter virado a eliminatória. Foram, por isso, dois encontros muito frustrantes. Estivemos muito perto mesmo", lamentou Marques.

Depois da derrota na Ucrânia, Portugal ainda pode evitar a descida de divisão na segunda eliminatória do play off de manutenção do Grupo I da Zona Europa/África, a disputar com a África do Sul, em território nacional, em outubro.

"Ainda é muito cedo para já pensar na ronda com a África do Sul. Mas vamos jogar em casa, nas nossas condições e espero que consigamos o objetivo de nos mantermos no Grupo I", finalizou o capitão português.