Djokovic lamenta o que aconteceu, mas não concorda com Serena Williams

Djokovic lamenta o que aconteceu, mas não concorda com Serena Williams

Vencedor do US Open diz que situação podia ter sido evitada

A discussão entre Serena Williams e Carlos Ramos, árbitro português que dirigiu a final feminina do US Open ainda dá que falar e agora foi Novak Djokovic, vencedor da final masculina a comentar o sucedido.

O tenista sérvio lembra que defende a igualdade entre sexos, nomeadamente ao nível do pagamento de prémios, mas sublinhou que Serena pode não ter razão neste caso. "O árbitro não devia ter levado a Serena ao limite, especialmente por ser a final de um Grand Slam. Talvez tudo isso tenha mudado o rumo da partida e podia ter sido evitado por ambas as partes, mas não estou de acordo quando se diz que o que aconteceu se deveu a um tratamento diferentes entre jogadores e jogadoras. Creio que homens e mulheres são tratados de uma ou outra forma, dependendo da situação no court. É difícil generalizar as coisas", sublinhou lembrando ainda que Serena é uma das melhoras da história e que Naomi Osaka mereceu ganhar a final.