Ex-campeã do US Open falha Grand Slam: "A pandemia mudou todos os planos

Ex-campeã do US Open falha Grand Slam: "A pandemia mudou todos os planos
Redação com Lusa

Tópicos

A tenista russa Svetlana Kuznetsova decidiu não arriscar e aguarda que o mundo estabilize para poder competir

Svetlana Kuznetsova, vencedora do US Open em 2004, anunciou que não vai participar no Grand Slam norte-americano, uma decisão que "lamenta" e considera "difícil", face à pandemia.

A atual 32.ª classificada do ranking WTA recorreu à rede social do Instagram para justificar a ausência daquele que será o segundo major da temporada - devia ser o quarto -, devido ao surto do novo coronavírus.

"Face à situação desfavorável devido ao coronavírus, tomei a difícil decisão de não participar no US Open. Lamento, porque estava à espera destes torneios, mas a pandemia mudou todos os planos. Espero que a situação no mundo se torne mais estável nas próximas competições", escreveu Kuznetsov.

A experiente tenista, de 35 anos, também não irá participar no Masters 1.000 de Cincinnati, realocado em Flushing Meadows, em Nova Iorque, com início previsto para a próxima semana que antecede o US Open, de 31 de agosto a 13 de setembro.

Kuznetsova, que além do Grand Slam conquistado em Flushing Meadows, em 2004, ergueu também o troféu de Roland Garros, em 2009, junta-se a uma lista crescente de jogadoras que optaram por abdicar do US Open.

A número um do mundo, a australiana Ashleigh Barty, a ucraniana Elina Svitolina (quinta) e a holandesa Kiki Berten (sétima) são algumas das tenistas que vão estar ausentes do torneio.

Também na vertente masculina, nomes como Rafael Nadal, atual número dois do mundo do mundo e campeão em título do US Open, e o suíço Stanislas Wawrinka (17.º) desistiram.