"Estávamos a brincar na mesa de snooker e de repente apareceu o presidente Marcelo"

"Estávamos a brincar na mesa de snooker e de repente apareceu o presidente Marcelo"

Gastão Elias e Pedro Sousa estiveram perto do chefe de Estado, no dia em que foram eliminados nos quartos de final

Gastão Elias e Pedro Sousa falharam o acesso às meias-finais de pares do Estoril Open, ao perderem com holandês Wesley Koolhof e pelo neozelandês Artem Sitak, no dia em que o presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, marcou presença no torneio.

"Estávamos a brincar na mesa de snooker e de repente apareceu o presidente Marcelo, normalíssimo, como se nada fosse. Foi muito engraçado conhecê-lo", contou Pedro Sousa, que recebeu elogios do chefe de Estado à exibição de véspera contra João Sousa.

"Disse que viu gostou muito, que foi um grande jogo e que se divertiu bastante a ver", revelou o tenis da Lourinhã.

Quanto ao duelo perdido desta quinta-feira, o jovem destacou a experiência adversária. "Jogam as semanas todas assim, com os pontos de ouro, com o super 'tie-break'. Eu se fiz quatro jogos de pares no último ano é muito, claro que [a experiência] conta e ajudou sem dúvida."

"Acho que dentro do possível, jogámos bastante bem. Não estavam nada fáceis as condições, com o vento estava muito complicado de fazer alguma coisa em termos táticos. Saímos tristes de ter perdido, mas acho que no geral fizemos um bom jogo", avaliou Gastão Elias.