Medvedev, infetado com covid-19, retira-se de Monte Carlo: "É uma grande desilusão"

Medvedev, infetado com covid-19, retira-se de Monte Carlo: "É uma grande desilusão"
Redação

Tópicos

O russo ia defender as meias-finais disputadas na última edição do Masters 1.000 monegasco.

Daniil Medvedev, número dois mundial, está infetado com o novo coronavírus, pelo que foi forçado a retirar-se do Masters 1.000 de Monte Carlo, que decorre esta semana, anunciou o ATP Tour.

"É uma grande desilusão não jogar em Monte Carlo. O meu foco agora é recuperar e regressar ao circuito o mais rápido possível e em segurança", comentou Medvedev, que reside e tem como base de treino o Mónaco.

O moscovita, de 25 anos, que está a cumprir isolamento e a ser acompanhado pelas equipas médicas do ATP Tour, será substituído no quadro principal de singulares pelo argentino e lucky loser Juan Ignacio Luondero, enquanto na competição de pares dará o seu lugar a um alternate.

O vice-campeão do Open da Austrália ia defender as meias-finais disputadas na última edição do Masters 1.000 monegasco em 2019, quando perdeu para Dusan Lajovic.

Em 15 de março, Medvedev tornou-se no primeiro tenista fora do quarteto Novak Djokovic, Rafael Nadal, Roger Federer e Andy Murray (conhecido como os Big Four) a entrar no "top 2" mundial desde o australiano Lleyton Hewitt, em 2005.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.937.355 mortos no mundo, resultantes de mais de 135,9 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.