Novo capítulo da polémica: "A culpa não é de Djokovic, mas do Governo"

Novo capítulo da polémica: "A culpa não é de Djokovic, mas do Governo"
Redação

Tópicos

Ana Brnabic, Primeira-Ministra da Sérvia, defende o número um do mundo, depois do torneio do qual é promotor ter permitido o ajuntamento de pessoas e de várias terem ficado infetadas com covid-19

Uma semana depois da polémica em torno do torneio de exibição Adria Tour, do qual Novak Djokovic é anfitrião, e que arrancou em Belgrado, passando depois por Zadar (Croácia), a primeira-ministra da Sérvia saiu em defesa do número um do mundo,.

"A culpa pelas medidas de combate à pandemia terem sido suavizadas não é de Djokovic, mas do Governo", afirmou Ana Brnabic, disposta a pedir desculpa aos croatas colocados em risco, "se isso significar que deixam Novak em paz."

Recorde-se que o torneio, que se realizou em dois fins de semana (Belgrado e Zadar), reuniu quatro mil pessoas, sem medidas de distanciamento e sem máscara e com eventos paralelos que terminaram com os tenistas em tronco nu numa festa.

Várias pessoas, entre elas, jogadores, incluindo o próprio Djokovic, testaram positivo a covid-19.

Depois disso, Djokovic cancelou o que ainda restava do Adria Tour, que dentro de 15 dias se realizaria em Sarajevo e Banja Luka, na Bósnia.