"Se sair tudo direitinho, tudo pode acontecer: ser nono ou sair com uma medalha"

"Se sair tudo direitinho, tudo pode acontecer: ser nono ou sair com uma medalha"
Redação com Lusa

Kevin Santos e Hélder Silva sem limites para finais de K1 e C1 200 nos Europeus'2022.

Os canoístas Kevin Santos e Hélder Silva garantiram esta sexta-feira que tudo é possível nas finais dos Europeus em K1 e C1 200 metros, respetivamente, dada natureza das provas.

"A sonhar, sonhamos alto. Vamos lutar para sermos competentes. Sabemos que se sair tudo direitinho, tudo pode acontecer, tanto ser nono como sair daqui com uma medalha", disse Kevin Santos.

Kevin terminou a prova de K1 200 em 36,034 segundos, a 546 milésimos de segundo do sueco Petter Menning, vice-campeão do mundo, e do letão Robert Akmens, quarto em Halifax.

"Com a passagem direta conseguimos ter as pistas do meio, onde todos queremos estar. Supostamente as mais competitivas, mais rápidas. É aí que vai acontecer a final", considerou o sexto classificado nos Mundiais de há duas semanas, no Canadá.

Kevin Santos entende que não fez a "prova perfeita", mas congratulou-se por ter atingido o "objetivo principal", numa final a realizar domingo, às 13h11, horas de Lisboa, e na qual insiste em "sonhar alto".

A chuva que hoje começou promete durar pelo fim de semana, contudo o português, mesmo não gostando, diz que isso é "irrelevante" e que o mais importante é que as condições sejam "justas, iguais para todos".

Hélder Silva diz que ia com "um bocado de receio por já não competir há anos nos 200 metros" nos quais foi olímpico no Rio2016, motivo pelo qual preferiu "controlar a atacar" na parte final, de modo a não correr riscos desnecessários.

Para a final de sábado, às 13h38, assume não ter "objetivos", pois defende que esta é uma prova "sempre muito aberta, nunca se sabendo quem vai às medalhas".

"É uma distância muito complicada. Tem de correr tudo bem. Gostava de sempre de melhorar o meu melhor resultado em europeus, mas não é fácil. Em 2014 fui bronze. Ficar daí para a frente... mas vou lutar pelo melhor lugar e no fim logo vemos quem recebe as medalhas", concluiu.

A segunda edição dos campeonatos Europeus multidesportos está a decorrer em Munique até domingo e reúne nove modalidades, estando Portugal representado em sete, nomeadamente atletismo, canoagem, ciclismo, ginástica artística, remo, ténis de mesa e triatlo.

A seleção portuguesa conquistou três medalhas até ao momento, duas de ouro, através de Pedro qu Pichardo, no triplo salto, e de Iúri Leitão, no scratch do ciclismo de pista, e uma de prata, por Auriol Dongmo, no lançamento do peso.