José Manuel Constantino destaca importância das comissões consultivas no trabalho do COP

José Manuel Constantino destaca importância das comissões consultivas no trabalho do COP
Redação com Lusa

Presidente do COP na tomada de posse das comissões consultivas para o triénio 202/2025

José Manuel Constantino enalteceu esta terça-feira o papel do desporto na sociedade, instando os recém-empossados membros das comissões consultivas do Comité Olímpico de Portugal (COP) a ajudar o organismo a pensar e agir melhor.

"O desporto e, particularmente, o Movimento Olímpico constituem um inestimável património cultural, educativo e cívico [...]. Daqui resulta que a casa onde nos encontramos é uma casa do desporto, mas que tem as portas e as janelas abertas à vida e ao mundo, ao conhecimento, ao saber, à ciência, à cultura, à economia e à sociedade. Esta cerimónia é um momento próprio para o lembrar e a diversidade e pluralidade das origens académicas e profissionais dos agora empossados só o confirma", começou por dizer o presidente do COP.

No seu discurso, proferido após a tomada de posse das comissões consultivas daquele organismo para o triénio 2022/2025, em Lisboa, José Manuel Constantino afirmou que com a ajuda dos membros recém-empossados o COP não vai "mudar tudo o que precisa de ser mudado" no desporto, mas seguramente vai "pensar e agir melhor".

O dirigente desportivo destacou o elenco de pessoas "com experiência governamental, autárquica, professores, investigadores, juristas e personalidades" que compõem as comissões executivas, agradecendo-lhes terem disponibilizado o seu tempo para ajudar o COP a encontrar soluções no contexto de "complexidade e imprevisibilidade" dos tempos atuais.

"O desporto é uma das atividades sociais mais reguladas no plano jurídico [...]. Mas a perceção que todos temos é que é se trata de uma atividade que, em alguns dos seus segmentos, está completamente desregulada, a ponto de colocar em crise a própria autoridade do Estado. Porventura o que nos falta, mais do que uma boa dose de legislação, é uma boa dose de responsabilidade, bom senso, se queremos continuar a exigir um desporto com valores e princípios, e útil à sociedade", alertou.

Constantino acentuou a importância de valores como "o exercício das liberdades, o do respeito pelos outros, o da igualdade dos sexos, o da tolerância nas relações humanas, o do acatamento da regra, o da afirmação do primado do direito sobre o arbítrio".

"Contamos convosco nesta caminhada. Estou seguro de que o vosso prestígio, a vossa competência e o vosso profissionalismo capacitar-nos-ão, a todos, a estar mais bem preparados para esta enorme responsabilidade. Uma responsabilidade perante o esforço e a dedicação dos nossos atletas que, através do desporto, formam gerações de cidadãos, reforçam a nossa identidade, promovem a nossa cultura e colocam o nome de Portugal ao mais elevado nível", concluiu.

As comissões consultivas são criadas, a título permanente ou eventual, pela comissão executiva do COP, com finalidades específicas para auxiliarem a direção no exercício das suas competências.

Neste triénio, foram criadas as comissões de Sustentabilidade e Transição Digital e de Território e Ambiente, tendo desaparecido a de Cultura e Desporto.

Da lista das comissões consultivas fazem ainda parte a de Medicina e Saúde, Mulheres e Desporto, Arbitragem e Ajuizamento Desportivo, Marketing e Financiamento, Educação Física e Desporto na Escola, Treinadores, Ciência e Desenvolvimento e Jurídica.